A força de vendas precisa acreditar no que vende

Você compraria o produto de uma empresa onde o vendedor não acredita naquilo que está fazendo? Comprometimento é a chave para as vendas acontecerem.

Você pode acreditar ou não. Mas são as suas crenças que te movem em direção de algo. As crenças são aquilo que nos move. Se por um lado fugimos daquilo que não acreditamos, temos por instinto natural seguir em direção ao que acreditamos. Por conta disso, acreditar – ou não – é o primeiro passo para realizar. É justamente a crença a maior força de motivação ou desmotivação de uma pessoa. Fazer algo que não acreditamos tira nossa vontade de levantar da cama todos os dias, enquanto fazer algo que tem tudo a ver com o que acreditamos, faz com que tenhamos energia suficiente pra fazer o que for preciso.
Sendo assim, já é possível perceber o quão importante é para o resultado de uma empresa que a força de vendas acredite no que vende. Caso contrário, o resultado nunca será satisfatório e todos os recursos empregados para incentivar a força de vendas, todo o tipo de remuneração e toda a liberdade do mundo, não irão mudar em nada no desempenho dos vendedores.
Os valores da empresa e da força de vendas precisam estar alinhados. Isso significa que não adianta contratar um vendedor para vender algo que ele não acredita. Os valores da sua força de vendas precisam estar alinhados aos valores de sua empresa. Isso é a primeira coisa que vocês precisam compartilhar. Se uma empresa não compartilha do mesmo ideal de uma força de vendas, é muito provável que a relação entre empresa e vendedores não seja tão forte, uma vez que eles não vêm as coisas da mesma maneira. Esse é o primeiro ponto que precisa ser compartilhado entre uma empresa. Não apenas com a sua força de vendas, mas sim com todos os funcionários.
A força de vendas precisa compartilhar os valores da empresa. Por outro lado, além de compartilhar valores, a força de vendas precisa acreditar no que vende. Independente de ser um produto ou serviço de grande necessidade, legal ou não, os vendedores precisam acreditar na ideia, no serviço, no produto que a sua empresa oferece ao mercado. Você certamente já deve ter ouvido: “Eu não comeria em um restaurante onde o chef ou cozinheiro não come a sua própria comida!”
Sendo assim, porque alguém compraria de uma empresa em que a força de vendas não acredita no que vende? A lógica é a mesma e mostra a importância de acreditar realmente naquilo que a empresa faz. É a crença da força de vendas que ajudará os vendedores a criar argumentos e lidar com as objeções dos consumidores.
Obviamente que tudo isso começa de cima. Os gestores precisam acreditar na empresa em que trabalham e naquilo que ela faz. É trabalho do líder selecionar pessoas que acreditam naquilo que a empresa faz. Encontrar vendedores que realmente gostam do que a empresa faz é um grande desafio. Porém, é justamente essa crença do vendedor que adora o que a empresa faz, que permitirá ele superar suas metas e seu desempenho diário, pois ele acredita tanto na empresa, que está totalmente disposto a trazer resultados. Os vendedores precisam ter o mesmo comprometimento e paixão que os fundadores da empresa! Esse já é um ótimo começo para as vendas começarem a acontecer, pois as metas só fazem sentido quando a força de vendas acredita que elas podem ser batidas.
Uma força de vendas só acredita na sua meta quando ela acredita naquilo que faz, naquilo que vende e na empresa que representa. Quando existe uma soma de crenças positivas dentro de uma força de vendas, toda meta é alcançável. É justamente essa a missão e o propósito de toda empresa que deseja crescer: encontrar uma força de vendas que acredita no trabalho que precisa ser feito. O resto é apenas o resultado dessa ação. O comprometimento da força de vendas influencia diretamente no resultado.
Vender é paixão gerando comprometimento, é a força mestre para metas e resultados surpreendentes, basta acreditar. Vendas é uma mistura de experiências vivenciadas no decorrer de uma trajetória de vida e de muito trabalho, quanto mais se pratica mais se aperfeiçoa a arte de vender, planejamento e dedicação fazem de um simples produto uma grande marca, e de um humilde vendedor um grande profissional.
BONS NEGÓCIOS!
Texto de Gustavo Paulillo
Consulte www.sulconsulting.com e saiba mais sobre vendas consultivas.

Deixe uma resposta

Treinamento e Capacitação Profissional

Precisa aumentar a produtividade da sua equipe comercial?